11 razões para visitar o Futuroscope

Quando se trocam os 36 graus celsius de Lisboa pelos 16 graus de Poitier com apenas um casaquinho próprio para otimistas na mala, é normal que se comece a desejar, com todas as forças, que o parque temático Futuroscope valha mesmo a pena.

Já tinha uma pequena ideia do que poderia encontrar, porque visitei o Futuroscope na década de 90 com a minha turma da escola secundária mas, quando percebi que a cada dois anos o parque renova metade das suas atrações, pareceu-me que seria capaz de gostar do que ia encontrar neste regresso ao Futuroscope.

O que eu não esperava era tanta gargalhada, no meio de tanta diversão, de tal forma que o meu casaquinho para otimistas quase não fez falta – exceção feita ao espetáculo noturno à volta do lago, em que o agasalho foi utilizado.

Depois de dois dias a visitar o Futuroscope, eis 11 razões porque, mais de vinte anos após a minha primeira visita, o parque temático continua a valer a pena.

1. O tamanho do parque é perfeito

Não é um parque demasiado grande, em dois dias é possível visitar as principais atrações e descontrair nos espaços verdes, ou fazer um piquenique.

2. Não tem as multidões de outros parques

Num mês como maio, há pessoas de todas as idades no segundo parque com mais visitantes em França (a seguir à Disneyland Paris) mas não há filas intermináveis.

3. Boa comida

Come-se bem. Os restaurantes têm uma ementa variada e há 10 quiosques “ilico Resto”, com sandes para petiscar ao longo do dia. Há um chef a trabalhar exclusivamente para o Futuroscope e, durante os meses de verão, pode até degustar comida molecular no Le Cristal.

4. O Futuroscope é divertido

É muito provável que termine o dia com a sensação de dor nos maxilares de tanto rir e gritar.

5. Fica com vontade de ler

Deve ser o único parque do mundo que faz ficar com vontade de (re)ler um livro. Depois de assistir ao espectáculo 3D que leva o visitante numa viagem com os personagens de Saint-Exupéry, apetece pegar n’ O Principezinho.

6. A Arena Fun Experiences

Umas das novidades de 2015 é a Arena Fun Experiences, com escorregas em loop e jogos – como o de atravessar uma sala sem tocar nos raios ultravioletas, ou tentar mexer uma bola com a mente. Sendo um recinto fechado, tem a vantagem de servir de abrigo se chover (como foi o caso).

7. As atrações são surpreendentes

A experiência absolutamente surpreendente de algumas das atrações, como a do Arthur, Aventura 4D, que nos coloca em cima de uma joaninha e nos leva até ao mundo dos Minimons. Concebida por Luc Besson foi premiada como “Melhor Atração do Mundo”, em 2012. Esse mesmo galardão foi atribuído, no ano passado, a uma outra atração do Futuroscope: A Máquina de Viajar no Tempo, uma obra-prima de animação e diversão. E ainda a Dança com os Robôs, aquele tipo de diversão que nos deixa um frio na barriga antes de começar, porque tememos vomitar e coisas assim.

8. O Futuroscope é ideal para famílias

É perfeito para famílias, porque é muito fácil encontrar atrações que agradem tanto às crianças como aos pais e até aos avós (vi muitos a passear no Futuroscope).

9. O show noturno

O espetáculo noturno, Lady Ô, que acontece todas as noites, às 22:30, e conta a história de um mundo aquático encantado através de projeção de luzes na água.

10. O Aerobar

Beber um copo a 35 metros de altura, com os pés suspensos, no Aerobar. Se for daquelas pessoas com medo das alturas, o ideal é levar uma bebida das fortes.

11. O Futuroscope tem uma vertente educativa

Além da componente lúdica, o parque tem uma preocupação educativa, destacada em algumas das atrações, como os filmes Born to be Wild, que acompanham o trabalho de duas cientistas que salvam animais em risco, e Deep Sea, onde os visitantes são apresentados a criaturas marinhas das profundezas do oceano.

Se valeu a pena visitar o Futuroscope? Claro que sim! Como é fácil de perceber, não faltaram motivos para estar feliz com este regresso a Poitiers.

Guia para visitar o Futuroscope

Entrada no parque

Um bilhete para dois dias (comprado com antecedência) custa 77€ para adultos e 62€ para crianças (dos 5 aos 16). Visite www.futuroscope.com.

Como chegar a Poitiers

Viajei com a Transavia entre o Porto e Nantes, mas Lisboa e Porto têm várias ligações aéreas por semana que podem servir para chegar ao Futuroscope, nomeadamente Paris, Bordéus e Tours. A partir daqui pode apanhar o TGV, ou então voar até Nantes e alugar um carro (demora cerca de duas horas pela A10).

Onde dormir

Há 13 hotéis à volta do parque, para todos os bolsos. Dois deles têm quartos familiares (até cinco camas), como é o caso do Hotel du Parc – Pirates, o único com acesso direto ao Futuroscope.

Reservar hotel junto ao Parque

O que visitar nos arredores

O centro histórico de Poitiers; o antigo Porto de La Rochelle; o pântano Poitevin, conhecido como a Veneza Verde, na região de Poitou-Charantes e Nantes, dos ilustres Julio Verne e Jacques Demi.

Fonte:

https://www.almadeviajante.com/

Endereço

O Nosso Endereço:

Avenue René Monory, 86360 Chasseneuil-du-Poitou

Deixe uma Avaliação

Beleza
Valor Histórico
Acesso
Services
Valor
A Publicar ...
A sua classificação foi enviada com sucesso
Por favor preencha todos os campos